Segundas Eram Espaçosas

01/09/2016 17 Por Vomite.me

Segundas eram espaçosas.
Parecia que o tempo não passava lá fora.
Da janela viu o céu mudando as cores e formatos
com o passar dos minutos.
A cada amanhecer amanhecia em mim o céu de lá de fora.
Queria viver mas não do jeito que se viviam.
Talvez até me acostuma-se com a ideia mundana,
mas como qualquer poeta não querer-ia.
Escrevia e mais tarde perdia a inspiração.
É uma crise de nadas.
Não sentia a querer se inspirar.
Os textos já saiam enferrujados.
As palavras lentas,
e as segundas doíam no coração do mundo.
As crises domingueira passavam como flashes em minha mente.
A vida seria somente isso na alma de quem não se inspira.
E o desânimo pairando no ar
como se fosse o frio do inverno chuvoso.
Uma preguiça nasce no interior ,
talvez até um aconchego de ficar somente submersa em si mesma.
Vendo a noite anoitecer como se fosse poesia.
– Flavia M. (Vomite-me)

Mais textos de Flavia M: http://vomite.me/tag/flavia-m/